Porque os espelhos mancham?

Encontramos esta matéria e é muito interessante compartilhar com todos que instalam espelhos, leiam com atenção J


Escrito por Gabriel Batista



Por que os espelhos mancham ?
Mesmo com toda tecnologia aplicada à proteção da prata, alguns elementos químicos podem danificar a camada protetora do espelho


 Por que os espelhos mancham?

O principal elemento para transformar um vidro transparente em espelho é a prata. O contato dela com o oxigênio provoca a oxidação, deixando o material com manchas escuras.

Sabendo disso, a indústria protege o nitrato de prato com poderosas camadas de tintas especiais e resistentes para evitar o contato da prata com o oxigênio.


Por isso, existe a preocupação em proteger a prata aplicada ao espelho de maneira que não fique exposta.

Mesmo com toda tecnologia aplicada à proteção da prata, alguns elementos químicos podem danificar a camada protetora do espelho, deixando a prata exposta. Esse é o grande vilão da história: ‘’prata exposta, oxidação na certa!’’
Conheça algumas das principais causas de manchas no espelho!

A borda do espelho geralmente é a área mais afetada por estar mais exposta a produtos químicos e à umidade.

O motivo é porque quando o vidraceiro corta o espelho quebra a proteção original das tintas principalmente, quando esse espelho é lapidado. Por mais liso que pareça estar a borda do espelho, existem micro fissuras que permitem a absorção da umidade do ambiente.
Por causa disso, a indústria vidreira desenvolveu o protetor de borda.

OBS> Nós na Solar Vidros usamos protetor de borda e todo espelho lapidado/facetado sai da nossa produção já com o protetor ;)

O protetor de borda é um composto monocomponente à base de elastômeros de alto desempenho. Especialmente desenvolvido em parceria com a Cebrace (maior indústria vidreira do Brasil), o produto restaura e protege as bordas do espelho após a lapidação.
O protetor de bordas evita que a umidade penetre na camada de prata e atende a todos os espelhos independentemente da marca.
Produtos ácidos ou alcalinos: danificam o espelho por corroerem a proteção e atacarem a prata dele. Isso ocorre tanto na limpeza quanto na instalação de produtos com essas características.

Produtos com amoníaco: A maioria dos produtos desse tipo limpa vidros e contém amoníaco ou solventes. Muitos não sabem que a limpeza de vidros é diferente da limpeza de espelhos. Embora o espelho seja um vidro, lembre-se que de o espelho é um vidro com a face revestida de materiais sensíveis a esses produtos químicos.   

Umidade excessiva: ambientes ventilados inibem a condensação de umidade, que pode ser corrosiva e prejudicial à conservação do espelho.

Para conservar melhor os espelhos em banheiros, saunas, piscinas aquecidas e em ou outros ambientes onde a ventilação natural é escassa, recomendamos deixar as janelas e portas abertas para a ventilação eliminar os vapores de água e amônia nesses locais.

Em relação à umidade, fique atento quando for lavar as paredes do banheiro. Nunca jogue água de maneira que essa escorra por trás do espelho. Prefira instalação de um espelho com, no mínimo, de 3mm de espaço da parede. Isso ajuda na circulação do ar.

Caso a parede onde for instalado o espelho estiver propensa à umidade ou a calor excessivo vindos do outro lado do ambiente, é necessário fazer um isolamento para evitar que esses fatores atinjam o objeto.


 Evite instalar, proteger ou isolar o espelho com materiais que absorvem umidade: madeira, cortiça, flanela, tapetes, jornal, mantas de polietileno, entre outros.
Na limpeza do espelho, não espirre água ou produtos de limpeza diretamente no espelho.
 
Inicie a limpeza com um espanador para retirar a poeira da face do espelho e aplique um pouco de água morna num pano limpo. Caso a sujeira permaneça, aplique álcool a um pano limpo. Depois, seque com outro pano limpo e seco para retirar as possíveis manchas de secagem.
Jamais utilize produtos abrasivos ou duros, como palha de aço, lixas, sapólios ou facas.

Acúmulo de água nas bordas do espelho:
O acúmulo de água nas bordas também é muito prejudicial ao espelho. Veja alguns exemplos:


Neste caso, o espelho está rente ao frontão da bancada. Repare que o rejunte de cimento parece estar unindo o espelho ao frontão.
Apesar do frontão ser boleado para frente, ele não irá escoar a água que acumulará na borda do espelho. O resultado é que esse espelho sofrerá um ataque químico, provocados pela água parada e pela química do rejunte. 
OBS. Frontão - Arremate entre a parede e a pia da cozinha ou a parede e o lavatório ou outras bancadas. Mede de 7cm a 10cm de altura. Se estiver posicionado no piso, teria o nome de rodapé. Caso ficar posicionado no teto, seria chamado de rodapé.


Perceba que o modelo AB representa o que acontece no caso da foto acima.  No exemplo C, “o espelho não está em contato direto com o frontão’’.
Mesmo com a superfície do frontão encharcada, a borda do espelho está livre do contato com a água.
Por isso, recomendamos que o espelho fique, no mínimo 3mm, afastado da bancada ou do frontão para ficar mais bem conservado.
 
Abaixo, a figura nos demonstra três exemplos:



 
No exemplo A e no B, existe um sinal negativo, porque o posicionamento restringe a ventilação por trás do espelho.  É necessário, no mínimo, 3mm de espaço entre a parede e o fundo do espelho para permitir a circulação de ar.
No exemplo A, o espelho está rente ao frontão a parede e ao roda-teto, evitando a passagem de ar.
Apesar da boa distância entre o espelho e a parede e entre o espelho e o roda teto no exemplo B, perceba que a base do espelho está rente ao frontão evitando a entrada de ar.
O exemplo C nos demonstra a situação ideal, porque não há impedimento para o ar circular atrás do espelho.
Ao instalar o espelho quimicamente com silicone ou fita, é fundamental usar os produtos adequados para o objeto e ter muita atenção com o procedimento de colagem.

A aplicação correta do produto é sempre em cordões verticais para não barrar a circulação de ar.

Se o produto utilizado não for adequado para o espelho, acontece isso:


Lembra dos cordões verticais?  Então, eles que estão manchando o espelho.
O problema foi provocado pelo silicone acético (inapropriado para espelhos). O correto é um silicone de cura neutra!

Neste caso, o espelho foi afetado pela acidez (química) do próprio produto usado na colagem.

Outro exemplo que pode prejudicar o espelho está abaixo:


Nesse caso, a moldura de granito foi aplicada depois do espelho instalado para permitir um acabamento mais bonito, porém ficou mal feita a vedação entre a moldura e o espelho, deixando uma fresta livre para o acúmulo de água.

Dica
Para evitar a situação acima e o acúmulo de água na borda do espelho, o ideal é vedar a borda inferior com selantes de silicone de cura neutra e com propriedades antifungo em locais úmidos.
A vedação com o silicone apropriado (neutro) não soltará resíduos químicos, como os cimentos e rejuntes. Além disso, não absorve água e é flexível, evitando a descolagem ou pequenas trincas por onde a água possa penetrar.

Não se esqueça! 
Pense sempre na ventilação, ou seja, se for indispensável realizar a vedação na borda inferior do espelho, é fundamental que as bordas laterais e a borda superior estejam livres para permitir a circulação de ar por trás do objeto.

A incidência de muito calor diretamente no espelho também pode prejudicá-lo. O caso mais comum são as luzes do tipo Spot.
 
Iluminação tipo Spot: a iluminação tipo Spot (luz quente) quando gera calor diretamente na superfície do espelho, pode deteriorar a camada de prata ou até trincar o espelho. Por isso, não é recomendada.


Mas calma!
Você pode encher o seu espelho de luz, usando as lâmpadas Spot do tipo leed. Além de serem muito mais econômicas, não prejudicam o espelho e tem o mesmo efeito estético, não deixando as meninas com o rosto suado na hora de fazer a maquiagem. 





Nenhum comentário: